LIMANDO A PORNOGRAFIA DA MENTE

Por conta de muitos preconceitos e circunstancias da sociedade mundial, os dependentes da pornografia costumam esconder esse vício. Por isso, procure sempre alguém ou um grupo para dividir suas experiências. Isso vai te ajudar bastante.

Saiba que há pessoas de todos os tipos com esse problema. De todas as idades, cores, religiões, graus de escolaridade, orientações sexuais, classes sociais, casados, solteiros enfim; sejam homens ou mulheres.

Os homens jovens possuem mais liberdade, ou melhor, mais aceitação social para falar de pornografia do que mulheres, idosos e homens casados. Isso é um tabu, e deve ser esquecido. Ou melhor, rompido.
Ninguém precisa engolir escondido, a dependência da pornografia. Procure sempre por uma ajuda. Descubra opiniões diferentes.

Parar de usar a pornografia depois de muitos anos consumindo no mínimo duas horas por dia é uma batalha dura, que exige uma determinação bem firme no propósito. É possível realizar essa façanha usando apenas a força de vontade. E você não precisa compensar o vício com comida, novas dependências ou outras coisas.

Há muitos jeitos de vencer essa partida. Mas só você pode abandonar o vício. É preciso ter mais do que disposição para parar. É preciso ter vontade de parar. Enquanto você estiver aficionado, apaixonado pelo material pornô, será mais difícil combater a dependência.

Assim como muitos vícios, o corpo humano, quando ativado pela pornografia, também pode liberar substâncias que proporcionem uma sensação de bem-estar. A partir disso, o condicionamento ocorre em pouco tempo. Talvez isso justifique, que quando o uso do pornô é cortado, o corpo reage com algum tipo de estresse. Nesse caso, só um novo conteúdo pornográfico devolve a sensação de prazer ao usuário. Isso é quase proporcional: Quem usar duas horas por dia passará por duas horas de crises, pois é praticamente impossível esquecer as cenas aprendidas na pornografia. Quando elas vêm a mente em horas impróprias, a pessoa se altera, perde a atenção.

O usuário precisa saber o quanto está arriscando a sua saúde mental. Hoje é possível detectar sozinho, que a pornografia excessiva pode causar agressividade, insensibilidade, desconfiança, falta de concentração, amargura, angústia, ansiedade, irritação, insônia, desânimo e até mesmo depressão, se o indivíduo se entregar constantemente ás frustrações. E esses sintomas também podem se agravar quando ele deixar vício de lado. Mas nem todos passam por crises, porque tudo depende do tamanho da dependência. Podem durar dias, semanas, meses e anos. De qualquer forma, a pior parte é basicamente o começo. Depois, o corpo começa a se “desintoxicar” naturalmente, e a partir daí, é só ficar longe da pornografia para não cair na tentação.

Durante as primeiras semanas surgem quase todos os sintomas ruins de abstinência. Mesmo rompendo com a pornografia, e superando esse período, o desejo de dar uma usadinha ainda pode ficar te rondando por um tempo. A vontade de usar existe, ainda que seja em menor intensidade. Seja forte, pois isso pode por todo o esforço a perder. O ex-pornólatra permanece com os mesmos “receptores da pornografia” no cérebro. Eles adormecem, mas podem acordar de novo, como um vulcão extinto.

Pare agora mesmo. Você vai se sentir muito melhor. Sua vitalidade, sua energia, sua concentração e a sua sensibilidade serão os primeiros indicadores da desintoxicação. E o melhor mesmo, é poder dizer a si mesmo que não precisa mais da pornografia.

Você não tem que abandonar o vício de primeira só porque se julga uma pessoa bem controlada. As dicas postadas neste blog servem para qualquer tipo de viciado. Inclusive, para aqueles que abrem pornografia até quando estão doentes. É possível virar esse jogo, por mais que o seu relacionamento com a pornografia seja o mais longo da sua vida.

 Conheça algumas maneiras de parar clicando aqui.

2 comentários sobre “LIMANDO A PORNOGRAFIA DA MENTE

  1. Pingback: A Pornografia e Você « BADPorn

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s