OS MALES FÍSICOS DO PORNÔ

Quando se abre uma pornografia sozinho, você inicia um processo de masturbação, que é a forma de consumir o pornô. Além de comprometer nervos e músculos, o pornólatra perde uma enorme quantidade de energia do corpo, ficando cansado e atrapalhando seu rendimento. Isso sem falar que ele certamente passa muito tempo com a cara grudada na tela do monitor. E é claro, enfraquece a saúde mental, juntamente com a percepção das coisas.

PARAR ENGORDA?

Não se sabe se os ex-pornólatras ganham peso. Mesmo assim, compensar a ansiedade com comida não deve ser a melhor saída. Beba muita água, pois ela ajuda a eliminar a vontade e a comer menos. Ou tome chá, ou leite, para evitar a insônia e os assaltos à geladeira. Se você acha que tem tendência a engordar, mantenha uma dieta balanceada, rica em frutas, verduras e legumes.

Substituir um vício por outro

Com a ausência das consultas pornográficas o dependente da pornografia costuma diminuiu bastante as horas na frente do computador, da televisão, enfim. Isso provoca um vazio, um buraco na rotina.

Cada um preenche esse vazio de alguma forma. Tanto por razões biológicas, como por voluntárias. Uns comem mais, outros gastam mais telefone, fazem compras, jogam, praticam esporte, lêem, correm, tomam café, rezam, fumam, bebem, vão ao cinema etc…

Tudo pode “viciar”. Por isso que a vida nos cobra temperança em tudo. Cabe só ao bom senso escolher uma prática mais saudável para ficar no lugar do consumo da pornografia.  O dependente pode procurar por algo que lhe dê prazer, que nem ela dava antes. Tudo que dá prazer é mais difícil de largar, pois existe apego. Mas com a auto-confiança, fé e determinação, a batalha será mais suave.

Leia estas matérias:
http://veja.abril.com.br/240299/p_096.html
http://www.redepsi.com.br/portal/modules/news/article.php?storyid=3629
http://www1.folha.uol.com.br/folha/treinamento/vicios/te2206200406.shtml

31 comentários sobre “OS MALES FÍSICOS DO PORNÔ

  1. Pingback: A Pornografia e Você «

  2. olá, decidi hj parar com a pornografia, e a primeira coisa q fiz foi procurar grupo de apoio, meu caso é extremo, vejo pornografia desde os 11 anos(tenho 22agora), antes eu tinha um freio para não ver tanta pornografia, um freio religioso, culposo, mas a partir do momento q deixei isso de lado, eu desandei… não teve 1 dia sequer q não vi pornografia, e da mais pesada possivel, a anos, anos assistindo orgias, gangbangs, bukkake, sempre procurando coisas cada vez mais extremas para me causar felicidade, a falta de parceira sexual me levava a uma condição de satisfação pessoal em pornografia, me masturbando mais de 5 veses ao dia, todo dia, durante anos, passei varios dias seguidos sómente vendo pornografia, da hora q acordei, até a hora de ir dormir. a pornografia em excesso destruiu a minha libido, hj estou com problemas de ereção, quando tenho relação sexual não consigo ficar com penis ereto o suficiente, sexo real não me excita mais… preciso de ajuda, já tentei outras veses, mas n consigo. vamos ver como me saio dessa vez

  3. Olá Eduardo,

    O primeiro passo para vencer é reconhecer e detectar o problema. Não se bloqueie com crenças e medos, mas raciocine com argumentos que a sua própria consciência revela a você.

    Como grupos para viciados em pornografia não existem ou são regiosos (que não são recomendáveis agora), a melhor e mais sábia medida que você pode tomar é procurar uma boa terapia.

    No mercado há ótimos psicólogos que poderão te ouvir, te compreender e te ajudar a dar a volta por cima.

    Faça um esforço para não alimentar mais a sua mente com materiais pornográficos. Quanto mais alimento, mais fome o bicho sente e mais forte ele fica.

    Alguns artigos do blog poderão te dar algumas informações e dicas.

    Continue escrevendo, se quiser.

    Siga firme!
    Obrigado e volte sempre ao BADPorn!

  4. Eduardo,

    Não faz muito tempo que você comentou da primeira vez. Tenha mais paciência. Um vício como esse não se trata da noite para o dia. Seja mais cuidadoso e vigilante, pois na hora em que surge esse desejo de consumo, a guarda baixa muito e aí só depois do orgasmo é que nos sentimos mal.

    Fica a sugestão, mais uma vez, para que você procure uma terapia. Converse com o/a terapeuta, explique a situação e peça para que o tratamento tenha condições urgentes de te trazer um pouco de paz.

    Sozinho, tome algumas medidas que dificultem o seu acesso ao material adulto e seja honesto consigo mesmo, para não se sabotar e depois se aborrecer mais.

    Continue lendo os artigos do BADPorn!
    Siga em frente e volte sempre que quiser.

  5. Descrever oque a pornografia faz com o corpo e facil mas o espirito tambem sofre, porisso meu conselho é quê se possivel fassa “jejum” isso mesmo jejuar pode ser a melhor saida, pense bem se voce conseguir ficar 24 horas sem alimento irá te ajudar a entender como é que seu espirito se sente novas forças seram acrecentadas a sua vida, e ai vem a oportunidade de deixar de vez o mal da doença pornografica. Se afaste de ficar na internet sozinho isso vai te levar de volta ao vicio use em lugar onde tenha outras pessoas que possam ver oque esta fazendo. E o melhor vira uma “paz” indescritivel por ter vencido.

  6. Olá Pedro,

    A essência, ou espírito, sofre sim consequências da pornografia e isso pode e deve ser incluído no tratamento das pessoas. Mas o jejum de 24 horas nem sempre é bom para todos. Os interessados devem avaliar se essa prática é realmente suportável. E principalmente, se esse sacrifício vale a pena, se traz problemas de saúde ou não, se tem algum sentido ou importância.

    Siga na paz!
    BADPorn

  7. no meu ponto de vista a masturbação pode sim aliviar a vontade de fazer sexo,mais so naqueles instantes porque depois a vontade volta denovo.volta como se fosse uma doença pois o homem andando na rua pode se exitar com uma mulher de roupas curtas ou ver alguma revista que contenha erotismo por mais leve que seje!isso o vai dominado como se fosse um virus acabando com a alto estima dele em se aproximar de uma mulher por mais perto que esteja dele,as vezes ele se sente imcapaz de se aproximar de uma mulher por estar muito exitado e querendo sexo sem vontade de namorar ou de fazer as preliminares como de costume em um namoro pois sua vontade de tranzar e grande a ponto de fazelo procurar um local adequado para se masturbar,e apos se masturbar perde o enteresse que tinha na quela mulher . falo isso porque ja aconteceu comigo!.

  8. Ansiedade que me domina
    Que frustrações sufocantes
    São testes esses desejos?
    Fáceis tentações me convidam
    Para o louco festim da orgia
    Os fracos espíritos sedentos
    De luxúria punitiva sucumbem
    Ao gôzo da solidão dos vivos
    Pelos desejos dos encarnados
    No vai e vem recalcitrante

  9. OLá
    Há muito tempo venho correndo atrás para poder tentar ajudar meu marido, pois com 2 semanas de casada, descobri que meu marido era um viciado, e o pior é que ele nega que precisa de ajuda, promete que não vai ver mais…..mais sempre mexo no notebook dele e descubro tudo!
    É muito dificil pra mim querer ficar ao lado dele, por que somos de uma religião que a pornografia não é permitida.
    Estou precisando saber como faço pra poder ajuda-lo, como reagir quando descubro isso, porque nossa vida vira um inferno quando toco no assunto.
    Muito obrigada! um forte abraço a todos, que Deus possa ajudar o Eduardo e a todos que querem parar com isso.
    Um abraço!!

  10. Olá Marcos e Mirela

    Um novo artigo sobre o jeito de aceitar a situação do vício está em criação, e possivelmente poderá ajudá-los.

    Continuem a visitar o BADPorn!

  11. ola, eu nao sou uma pornografa, mas meu companheiro gosta de ver. e axa normal. ele nao entende como me sinto. hoje em dia ja nao sinto vontade de agrada-lo como antes, parece que nada é suficiente. estou perdendo o encanto. e acredito que muitas mulheres passam por isso. pornografia por ser uma revista ou video, mas ofende severamente a minha imagem como uma mulher que faz mais do que um marido merece.

  12. Olá Maria,

    Você faz parte de um grande grupo de mulheres que sofrem com seus companheiros dependentes. O pior é quando eles não percebem que isso aflige diretamente vocês, a honra feminina, no caso.

    A pornografia inicialmente foi direcionada aos homens, pois eles se interessam mais no aspecto físico, segundo pesquisas. Por essas e outras razões, em muitas obras pornôs, confere-se mulheres em situações de total submissão. Mas como tantas coisas se mudam nessa vida, hoje a pornografia para mulheres já está em alta. O homem já pode ser objeto delas também.

    Os casais devem ter consciência de que a pornografia é 8 ou 80. Ela pode apimentar e dar o sabor, como pode apimentar muito tornar a relação bem ardida. E tem gente que adora e outros que detestam essa pimenta. É nessa hora que a conversa se faz necessária.

    Experimente se abrir com seu marido, explicar como você se sente como mulher. Se essa situação está se tornando um risco para o seu bem estar, procure ajuda de um terapeuta e peça orientação dele. Ele terá como lhe dar as coordenadas adequadas para lidar com seu marido.

    Muita paz!

  13. Olá amigo paz,

    BADPorn agradece imensamente a sua vontade de ajudar. Contudo, é regra do blog recusar conteúdos e manifestações religiosas de qualquer natureza, justamente para que as pessoas agreguem nossas dicas a sua maneira individual de viver, a seu princípio particular, sem passar por qualquer tipo de influência. Podemos falar brevemente sobre espiritualidade, mas num contexto amplo, ecumênico e universalista.

    Sabemos que deixar de consumir porno não resolve nada se a pessoa não se conhecer e não entender os seus processos pessoais que a motivam a sentir esse desejo. Por isso incentiva-se aqui a busca de terapias e de mecanismos de controle do consumo; entre muitos deles, os valores e costumes espirituais que a pessoa considera relevante.

    Continue acessando BADPorn!

  14. Pessoal do BadPORN,

    Estou surpreso com a qualidade e o profissionalismo do trabalho de vocês! Estão ajudando muita gente, inclusive a mim que tenho hábito de ver pornografia com certa frequência e venho buscando equilíbrio e entendimento para substituir este prazer, que reconheço como uma fonte poderosa de prazer. Fica a saudação fraterna e reconhecida, pois sem dúvida o trabalho de vcs não tem preço que pague. Um abraço,ERICK.

  15. Olá Erick

    BADPorn agradece o carinho e torce por seu sucesso!

    Como você mesmo disse, a fonte de prazer existe dependerá do seu ponto de vista. O dia em que você firmar seu foco em outra coisa, a fonte de prazer deixará de ser a pornografia.

    Saudações fraternas e grande abraço!

    Muita paz!

  16. Desabafo:
    Olá. Tenho sofrido muito com a pornografia, me identifico com muitos dos sintomas citados no blog. Começei a ter acesso à mesma cedo, aos 11 anos, e hoje aos 23 acho que estou em um estágio avançado de dependência. Sofro de insônia, não tenho interesse em mais nada. Não consigo mais estudar, nunca tive um relacionamento sério (o mais longo durou um mês), nunca concluí um curso, não tenho ânimo suficiente pra cuidar de mim e me sinto feio, doente e derrotado, e por aí vai. Por várias vezes tentei tirar a pornografia da minha vida, mas sempre acabo retornando. A masturbação hoje é o único meio de satisfação sexual que eu tenho, não consigo me envolver com ninguém pois tornei-me tão fechado que às vezes sou estranho a mim mesmo. Antes me satisfazia apenas com revistas, depois passei para os filmes, até então sem nenhum sentimento de culpa. Mas depois, começei a “mudar o foco”, começei a ver materias diferentes, como videos homossexuais, aí a culpa veio, e veio forte. Não sou homossexual, esse é o problema. Quando estou saturado de material hetero desvirtuo o “objeto de desejo”, isso foge ao meu controle. Após o orgasmo sinto-me enojado, como se eu estivesse em uma espécie de transe e retorna-se depois do mesmo. Já pus em prática esses impulsos, como procurar por prostituição, travestis, auto-felação…além disso tambem venho notando que estou cada vez mais vivendo esse “transe”, sempre vejo as pessoas com uma “ótica pornográfica” (não achei um termo que traduza o que sinto, acho que dá pra entender), e perdi totalmente sentimentos como afeto, amizade, carinho…tenho conduzido minha vida social na base do bom senso, temo que este deturpe-se tambem. Me considero um caso perdido, pois sempre que penso em parar lembro-me da condição desastrosa em que me encontro, sem qualquer condição de iniciar um relacionamento a abstinência sexual irá me forçar a voltar ao vício.

  17. Desabafo (cont.):
    Esqueçi de citar outro ponto crucial no post acima. O abuso de pornografia me levou a procurar a prostituição com o intuito de perder a virgindade, e esta se deu em condições desastrosas. Após isso tive problemas de desempenho nas relações sexuais e hoje só consigo uma ereção por meio dos videos, assim mesmo se eu fechá-lo por 10 segundos torno à estaca zero.

  18. Olá Rogério,

    Seu relato é emocionante. Tomara que sirva de exemplo para mostrar como a pornografia avança sobre a sexualidade de uma pessoa.

    Muita gente vive exatamente esse mesmo conflito. Fechadas ao mundo, presas no quarto, sem conseguir namorar, sem fazer sexo com parcerias afetivas, apenas resumindo suas vidas em consumir e até mesmo a produzir pornografia na web.

    No seu caso, a necessidade de terapia é urgente, pois você está sofrendo bastante. Busque ajuda de psicólogos ou especialistas do comportamento humano, para que eles possam te orientar neste momento de muito sofrimento. Porém precisa partir de você a vontade de sair dessa situação, porque não vai cair uma solução instantânea do céu. Então levante-se com dignidade, cuide de seu corpo, de sua saúde, de seus afazeres. Ame-se. O amor-próprio vai te conduzir as pessoas e ferramentas que vão resolver, ou pelo menos amenizar esta dor de uma forma sábia e saudável.

    Por várias vezes tentamos sair do vício, mas acabamos retornando. Isso é sinal de que algo está dando errado no plano. É como ir para uma guerra sem armas, sem mapa, sem bússola.
    Persista nesse objetivo, por mais duro que seja. Tenha coragem para buscar ajuda de profissionais da psicologia ou psiquiatria, para que eles te orientem nessa jornada cheia de desafios e armadilhas. Eles estudam anos para isso! Sua família e seus amigos não precisam saber do motivo da consulta. Diga que você se sente depressivo, ou que tem algum bloqueio, enfim. É coisa sua!

    A pornografia desperta desejos nas pessoas. Por isso que ela sempre surge com “modalidades” novas, justamente para segurar o público com sensações diferentes, independente do interesse natural de cada um, que é algo particular. Nesses casos, há uma hipótese de que as pessoas aprendem a gostar dessas “novidades” e incorporam isso à sua sexualidade como se fosse uma descoberta. Em termos de sexo, é difícil afirmar que existem condições imutáveis. Cada pessoa traça sua própria linha de excitação, que é composta por desejos naturais, influências externas e propostas conscientes da pessoa.

    Quanto a ótica pornográfica, ela é uma consequência dessa pornificação do seu ponto de vista que se tornou erotizado, porque o sexo exerce uma influência muito grande na vida de uma pessoa, mesmo quando ela não tem vida sexual ativa. Você não perdeu a afetividade, amizade e nem nada! Só o foco que mudou. Supervalorizou uma coisa, esquecendo de ver o tesão que essas outras partes proporcionam também! Essa focalização erótica e virtualizada é de uma forma tão intensa, que você não se sente a vontade e seguro de si nas relações reais. Não é a toa que a experiência na prostituição tenha sido traumática. As vezes, a personalidade do rapaz não combina com o cenário tenso dos puteiros e acompanhantes.

    Seu caso não está perdido! Nenhum está! Mais do que querer, você precisa permitir que a sua força de vontade tome as rédeas. As vezes achamos que as coisas dependem de fatores externos, de outras pessoas, de milagres. Contudo, na maioria dos casos, nada muda se nós não mudarmos.

    Ame-se, em primeiro lugar. Deixe-se gostar de si mesmo, sentir prazer em ser como é, curtir se cuidar, se tratar. Com isso, outras pessoas vão se sentir atraídas, porque você terá amor para dar. Ao amar, o sexo será uma consequência natural. Mas uma terapia poderá te ajudar a fazer sexo sem amor, a se relacionar melhor com o mundo e as pessoas, porque você terá um especialista mapeando sua sexualidade e te ajudando a desfazer os nós que estão te perturbando.

    Encontre a paz, Rogério! Tenha confiança em si mesmo! Volte sempre, para dividir suas preciosas palavras com os leitores do BADPorn.

  19. Olá , Rogério , você não é o único , o primeiro passo para resolver o problema , vc já fez, que é a CONSCIENTIZAÇÃO, agora sugiro que tenha ACEITAÇÃO do problema, o que é diferente, isto é , que aceite emocionalmente a situação, feito isso, sugiro que entre em ação para resolver isso…esqueça força de vontade , acabou , vc definiu bem , está derrotado, esse tipo de atitude se conseguir ter , verá depois que surgirá uma força interior muito poderosa que permitirá que você não volte mais a este tipo de comportamento.

    http://www.slaa.org.br/br/conheca_dasa/12passos.htm

    um abraço

  20. Olá Alex,

    Realmente ele precisa aceitar a situação (recomenda-se a leitura do post sobre isso), de modo que não se conforme e acomode, e sim, busque mudar. Porém, é inadmissível mandar esquecer a força de vontade. Sem essa iniciativa, o indivíduo sequer inicia o processo de transformação. Essa força interior a qual você se refere, é a cristalização da força de vontade que dará o ponta-pé inicial nessa longa jornada.

    Muita Paz!

  21. Vivo uma situação semelhante a do Rogério, mas sou casado e sinto que este vicio esta atrapalhando meu desempenho sexual, visto que comecei a ter acesso a pornografia com mais ou menos doze ou treze anos (hoje tenho 26) e isto só piorou, pois no inicio lia muito contos eroticos que me deixavam alucinado, mas hoje são poucos os efeitos, precisando de cenas de sexo explicito pra ter uma ereção forte, mas com minha esposa mesmo amando ela, tenho certa dificuldade de ter e principalmente de mante-la, acho que ela ainda não percebeu, mas eu sinto muito estes efeitos e estou muito preocupado, muitas vezes eu tenho uma ereção muito satisfatoria, mas sem motivo aparente vai perdendo a intensidade.
    Mesmo a minha esposa estando no ultimo periodo do curso de psicologia, nunca contei a ela pois tenho medo da reação.
    Qual o melhor caminho?

  22. Olá Junior

    Que bom que você tenha deixado mais um relato aqui no blog. Aproveitando a situação, foi criado o Fórum do BADPorn, onde os dependentes podem trocar figurinhas entre si, para que juntos consigam vencer o vício. Seria ótimo discutir esse caso lá, mas parece que o povo tem medo de participar…Vamos torcer para que isso aconteça logo!

    Quanto ao seu caso, é mais recomendável que você procure outro psicólogo, pois não se recomenda tratar com familiares, ainda mais nesse grau de aproximação. Diga a sua esposa que você quer se tratar. Não precisa dizer que é por causa do vício. Se ela for compreensiva, não vai ficar insistindo. Você não precisa contar, se não quiser.

    A ereção comprometida pode ter algum fundo emocional, porque você é novo para ter problemas físicos. Mas de qualquer forma, um urologista poderá lhe ajudar nesse caso, tirando dúvidas e fazendo exames. Verifique ainda, se você está tomando remédios ou usando algo que altere a resposta do pênis. A princípio, tente não se concentrar muito na possibilidade de brochar, porque parece que isso atrai a coisa. Na hora do sexo, use a imaginação como suporte da sua excitação e confie no seu taco, literalmente. Deixe acontecer a transa naturalmente. Faça o teste de ficar sem se masturbar toda hora, para “guardar mais gás pra hora do sexo”. Tem gente que atesta essa teoria, mas não se sabe se isso é relativo ou não.

    Nem todo mundo digere a nossa dependência da mesma forma. As esposas e maridos as vezes se sentem responsáveis por isso, acreditando que não proporcionam prazer ao parceiro. Então neste caso, um bom terapeuta da sua preferência poderá analisar os seus depoimentos e começar a buscar formas ajuda-lo a superar esta questão.

  23. Eu sou o Alex, EU POSSO DIZER A TODOS, QUE EU PODERIA SER UM DOS MAIS VICIADOS. VOU EXPLICAR, TENHAM CALMA. TIVE QUE FAZER UM TRATAMENTO PSICOLÓGICO AOS 16 ANOS, ESTAVA COM CRISE DE ANSIEDADE!!! PARA QUEM TEVE ISSO SABE – OS EFEITOS SÃO: ANGUSTIA , IRRITAÇÃO SEM FALAR QUE TAMBÉM TIVE CRISES DE PANICO SOCIAL. O QUE ISSO TEM A VER,, É QUE COM A ANSIEDADE VEM O VICIO! TINHA RAZÕES PARA MORRER DE VER ESSES FILMES. ERA MINHA SAÍDA PARA MINHAS CRISES.FOI MUITO TRISTE. PERDI A MINHA VIVENCIA NA ESCOLA. MAS EU FIZ DIFERENTE, BATI COM FORÇA, IGUAL QUE FUI ATINGIDO. FIZ TRATAMENTO COM EMPENHO. CONSEGUIR VENCER AS CRISES, HOJE ESTOU NO PODER. MAS TAMBÉM DIGO QUE O VICIO EM PORNO AINDA TENTA SOBREVIVER. MAS DIGO, PARA TERMINAR, TODOS PODEM CONSEGUIR, AOS 16 ANOS IA POR DUAS VEZES NO PRONTO SOCORRO, PARECIA QUE ESTAVA ENFARTANDO!! FAZ DUAS SEMANAS QUE NÃO VEJO NADA!!!!. UMA DICA: QUANDO APARECER A VONTADE, ENTRA NESTE SITE OU EM OUTRO, MAS LEIA , LEIA, LEIA, UM RELATO DE UM VICIADO, ISSO DA FORÇA PARA A GENTE DESISTIR DISTO. MUITO OBRIGADO, MUITÍSSIMO OBRIGADO, PARA QUEM CRIOU ESTE ESPAÇO. ESTA AJUDANDO MUITO!!!!

  24. Olá,

    BadPorn convida os visitantes a participar também do fórum de discussão que está cada vez melhor!

    Acesse: badporn.foro.bz

  25. Não me considero dependente num nivel avançado. Na verdade estou conseguindo sair dessa a partir de um pensamento e uma atitude.

    Pensamento: Nunca, na história da humanidade o homem precisou de pornografia para viver, a pornografia existe a algum tempo, mas seu consumo se tornou maléfico com o advindo a internet. Logo, como os homens viviam antes ? Obviamente sem pornografia. Agente começa com ela, pq é muito facil. Uma coisa é ir pra um site porno, outra coisa é vc ter que ir até uma locadora pegar um filme…. O FATO É QUE, NUNCA PRECISAMOS DISSO.

    Atitude: Instalei o antivirus Kaspersky, e mandei ele bloquear qualquer acesso a material pornografico. Pra eu nao conseguir muder as configurações do antivirus, coloquei uma senha imensa, que obviamente me esqueci logo em seguida.

  26. Olá James,

    Seja bem vindo. Realmente o vício foi adquirido a partir de fatores socioculturais da idade contemporânea.

    Fica aqui o convite para que você participe do fórum BADPorn! Acesse http://www.badporn.foro.bz e crie uma conta lá. É muito simples. Com isso, você poderá participar de ótimos debates junto a outras pessoas que também passam pela situação de dependência.

    Sucesso!

  27. Sim, é muito difícil. Exige um esforço mental e físico muito grande pra não “cair em tentação” Sinto prazer sexual desde os cinco anos de idade por meio da masturbação. Depois que tive acesso a este tipo de conteúdo a coisa desandou. Agora vejo de tudo, sinto prazer em ver sexo com mulheres, mas não sou lésbica. A título de curiosidade a gente acaba circulando por todo tipo de categoria, o que é deprimente. Sou casada, tenho filhos e isto me deixa muito triste. Estou no caminho da libertação, mas sempre volto a estaca zero. Acredito que isso seja um processo e que vou chegar lá.

  28. Olá, Ana

    Seu relato é muito bom. Há poucas mulheres com a mesma coragem que a sua. Como já foi dito, a pornografia não é vilã, apenas é mais interessante usá-la com maior moderação a fim de poupar a mente. Quanto à masturbação, também já foi comentado que é algo absolutamente normal. Infelizmente a sociedade coloca alguns tabus e as pessoas sentem culpa, mas se masturbar é normal dentro do que os profissionais da saúde consideram saudável nesta prática. Desejos sexuais são variados. Ao longo da vida desejos vão e vem naturalmente, ainda mais quando a vida sexual está estimulada, seja pela pornografia, seja prática real. Sentir atração pelo mesmo sexo também não é o fim do mundo. Há muitas pessoas predominantemente héteros que sentem alguns desejos pelo mesmo sexo. Isso não quer dizer que você seja lésbica. Homossexualidade também tem a ver com questões que vão mais a além da atração física. Procure encarar tudo isso com mais serenidade para que a sua reflexão seja mais clara e suave. Peça ajuda a um profissional de Psicologia. Uma terapia poderá te trazer um pouco de paz.

    Por que você não participa do fórum? Tem muita conversa legal por lá! Experimente! http://badporn.foro.bz/

    Muita paz!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s