Vício em Pornografia ou Vício em Masturbação?

A masturbação é uma válvula natural e saudável de escape sexual. (embora seja indomável em muitos casos). Impedir as funções sexuais pode causar danos à saúde mental de qualquer pessoa. É como tapar o escapamento de um carro!
O problema aqui é ligar as necessidades sexuais com a pornografia.

Onde está seu vício?
-Se você sente necessidade de se tocar sem pornografia de modo algum, você é apenas viciado em masturbação.

-Se você sente necessidade de se tocar com pornografia, você é viciado em masturbação e pornografia.

-Se você curte material pornográfico, mas não se masturba por isso (o que deve ser muito raro), talvez você seja visto como um viciado somente na pornografia.

Geralmente, quem está sozinho procura pornografia para se masturbar. Afinal, para que serve a pornografia, se não para a masturbação? É estranho que exista quem apenas observe por observar. (isso quando se está em um lugar onde não dá para se masturbar).
O pornô é um produto consumido com a masturbação da mesma forma que o cigarro é consumido pelo pulmão e a bebida pelo aparelho digestório. Portanto, realmente é algo para ser admitido: Uma coisa leva a outra, queira ou não.

Há quem consiga ficar sem pornô, mas se masturbando. Aliás, esta é uma técnica boa para desvincular a auto-estimulação da pornografia. A vontade vem do nada. De repente o dependente está no computador e surge aquela necessidade. E aí o que acontece? Ele abre um material e mãos à obra! Porém, se na hora que vier a vontade, ele ficar apenas com a masturbação, assim que o orgasmo terminar, o indivíduo vai perceber que fez a coisa certa. É impor a decisão sobre o instinto.

A masturbação pode trazer a tona, uma série de cenas pornográficas na mente. Isso é normal e até aceitável, mas varia segundo os conceitos de cada um. O importante é não consultar o material adulto.

Ficar uns dias sem se masturbar até pode ser um caminho para driblar o vício da pornografia e conseguir uma recuperação. Porém, é muito mais difícil de levar adiante, pois o corpo está acostumado com a estimulação diária. Ficar um pouco de tempo sem fazer sexo também tem um lado positivo. Um pouco de abstinência sexual pode fazer o dependente da pornografia se sentir mais limpo, além de colocar os hormônios em uma circulação moderada, conforme dizem alguns viciados.

Se o dependente da pornografia ficar sem se masturbar (e sem consultar material), o corpo dele, pela lógica de se ter dois vícios em um, poderá sentir uma crise de abstinência mais pesada. Contudo, isso deve variar de acordo com a natureza íntima de cada um. O resultado depois do abandono pleno de qualquer vício costuma ser a superação.

À medida que os dias sem pornografia vão passando, resistir se torna mais fácil, pois ansiedade diminui. O pornólatra fica mais confiante e acredita mais no próprio potencial.

Procure sempre um auxílio. Há muitos profissionais da mente humana, como psicólogos e psiquiatras, que podem acompanhar o seu processo de “desintoxicação” da pornografia. Marque uma consulta com um e siga as orientações dele.

Leia também: Matéria sobre masturbação no portal IG

http://jovem.ig.com.br/oscuecas/dr_uro/2008/09/01/vergonha_1612639.html

17 comentários sobre “Vício em Pornografia ou Vício em Masturbação?

  1. Pingback: A Pornografia e Você « BADPorn

  2. Pessoal tenho problemas com a pornografia/masturbação já há muito tempo, o máximo de controle que consigo é ver uma vez por semana. Queria para de ver por completo, qual profissional seria mais adequado? Um psicólogo ? um psiquiatra?

  3. Olá Ping,

    A masturbação, segundo muitos especialistas, só é capaz de fazer mal se for excessiva, agressiva, o que não parece o seu caso. Quanto a pornografia, você já deu um bom passo na frequência. Muitos a consomem todos os dias.

    Encontre parte da sua pergunta neste site: http://www.sobresites.com/psicologia/faq/qualir.htm. Segundo ele, “Uma formula imperfeita, porém funcional, para saber se você deve procurar um psicólogo ou um psiquiatra e você perguntar a si mesmo se houveram mudanças significativas em: seu peso, sono e outros problemas de ordem fisiologica. Caso positivo, talvez fosse o caso de se procurar em primeiro lugar um psiquiatra. Agora, se você sente que vêm tendo problemas de relacionamento interpessoal, insegurança e outras dificuldades emocionais talvez fosse o caso de se procurar em primeiro lugar um psicólogo. Cumpre ressaltar que em ambos os casos, psicólogo ou psiquiatra poderiam ajudar, porém poderiam atuar de maneira indireta. Por exemplo: um psicólogo poderia atuar em desordens do sono, ajudando ao cliente a modificar os seus hábitos comportamentais. Da mesma forma um psiquiatra poderia atuar em dificuldades emocionais a partir da aplicação de medicamentos. De qualquer forma, o primeiro passo você já deu, que é o de admitir que existem coisas que so podemos alcançar com ajuda de outras pessoas. Existem inúmeros casos de pessoas que passam uma existência infeliz por não perceberem ou admitirem isto.”

    Um bom terapeuta saberá te dar orientações mais seguras do que as do BADPorn, e talvez de dizer se um psicólogo ou um psiquiatra podem te tratar.

    A terapia profissional é mais científica, ao contrário de algumas pessoas que tratam do vício pornográfico restrito apenas em suas crendices religiosas, tumultuando a mente das pessoas.

    Na sua cidade deve haver bons profissionais, que poderão de dar bons conselhos, e te ajudar a encontrar uma solução mais adequada ao seu caso. Vá em frente e volte para contar!

    Muita sorte! Você consegue!

  4. Obrigado por responder! Vou continuar me esforçando para vencer esse mal hábito. Gostaria de agradecer por esse blog existir. Na internet é muito fácil encontrar pornografia, mas quando você procura ajuda para parar de vê-la (quando isso já está se tornando um vício), não encontramos ajuda. Muitos até ridicularizam a pessoa viciada, como já vi no yahoo respostas. É muito bom existir este blog. É consolador saber que não estamos sozinhos com estes problemas, que é mais comum do que o imaginado e que a sociedade simplesmente ignora. Gostaria de ver uma seção com depoimentos positivos de pessoas que já conseguiram vencer esse mal hábito, isso seria muito motivador para todos nós que visitamos o blog! Prometo (espero cumprir) quando estiver livre (entenda) escrever algum comentário que possa servir de estímulo, ou que dê animo, para todos os que ainda não conseguiram superar essa fraqueza. É muito desanimador viver com esse peso na conciência por tanto tempo e sem ter ninguém com quem partilhar. Obrigado mais uma vez! E queria dizer para os outros leitores que se esforcem! que não desistam! pois não é possível vencer algo quando desistimos de lutar! Que Deus nos ajude!

  5. Olá novamente Ping!

    Este é blog é uma simples forma amadora de protesto contra a massa que não acredita da dependência pornográfica e no desconforto que ela provoca nas pessoas. Também é um protesto contra algumas crendices que banalizam o viciado no pornô com argumentos alienantes e aterrorizantes.

    Já é raro surgir comentários, votos nas enquetes, comentários nos posts… Dificilmente uma pessoa vai tornar pública sua vitória sobre um vício ridicularizado e mal visto. Contudo, pessoas assim existem, mas a maioria delas está oculta.

    Procure um conforto dentro dos seus pensamentos e seja muito sincero com você mesmo. Entendendo o que se passa, fica mais fácil lidar com o vício.

    Procure compartilhar suas impressões com algum terapeuta. E fique a vontade para ser o primeiro a falar sobre a sua volta por cima.

    Você conseguirá! Seja confiante!Muita sorte e paz!

  6. Bom dia,

    Qnd se trata de vício já é difícil de admitir, ainda mais qnd é vício em pornográfia. Eu devo ter começado com essa dependência com uns 10 anos (tenho 19) , porém, não foi continuo, eu comecei mesmo a ver sempre foi com uns 16 anos e até então tenho visto. Ao chegar aos quaze 18 anos comecei a querer parar com isso, por questões religiosas e pela namorada (embora ela não saiba da dependência).
    Não posso procurar ajuda de psicólogos ou psiquiátras, pois eu seria alvo de preconceito, não pelos médicos mais sim pela minha família e certamente minha namorada quaze noiva iria me largar.
    Eu tenho conceguido graças a DEUS e também a minha vontade de parar, fazer 1 vez por semana. E graças a DEUS que consegui encontrar este blog parar poder trocar as minhas esperiências e conseguir parar com isso.
    A minha Luta continua.

    Muito obrigado por ter criado este blog, com certeza irá me ajudar muito.

  7. Olá Flávio,

    BADPorn agradece profundamente suas palavras de gratidão. São pessoas como você que fazem valer a pena este trabalho.

    Continue firme no seu propósito. O Universo conspira a nosso favor. Mostre que você merece e acredite sempre na possibilidade de conseguir, sem duvidar.

    E seja forte. Entenda que terapia é coisa de gente que busca se conhecer melhor. As pessoas são maliciosas e pretenciosas, pois acham que psicologia e derivados são coisas pra gente louca, transtornada…Coitados, mal sabem o que estão perdendo, pois os profissionais dessa área são preparados durante anos para ajudar as pessoas a lidarem com seus conflitos, sejam quais forem.

    Procure Deus, ou qualquer forma espiritual. Mas vença os preconceitos e busque junto, a ajuda de terapeutas. Eles também podem ser considerados instrumentos da vida, especialmente devotados a seu serviço, para ajudar as pessoas que não entendem seus sofrimentos.

    Muita paz!

  8. Tenho problemas com pornografia e com masturbação, já consegui ficar algum tempo sem, mas quando chega a crise de abstinencia, não consigo resistir. É como se explodisse tudo, e ai vem o descontrole. O pior de tudo que faço isso no meu trabalho,pois fico várias horas sozinho. Queria pedir por favor, que me auxiliem, me deem um conselho de como driblar as crises e vencer o vício. Isto já está atrapalhando muitas áreas de minha vida, principalmente a espiritual. Desculpe o desabafo, mas preciso mesmo de ajuda. Fico no aguardo. Obrigado…

  9. Olá Senhor X,

    É notável seu desconforto com a pornografia. Você não é o único que passa por essa situação. O BADPorn sempre sugere tratamento psicológico a todos. É basicamente o único meio científico para chegar as possíveis causas do problema.

    Quanto a masturbação, ela é absolutamente saudável e normal. É bobagem se sentir culpado por imaginar cenas pornográficas. O problema não é a imaginação, mas sim, a necessidade de consultar o material porno para obtenção de prazer.

    Masturbe-se sem culpa! Isso é apenas o efeito de uma causa. De repente, se você buscar auxílio em uma terapia profissional, entenderá a si mesmo e a masturbação deixará de ser incômoda e passará a te dar grandes prazeres. Livre-se de conceitos ultrapassados que condenam essa prática. Isso só faz com que as pessoas se sintam mal.

    Muita paz!
    Sucesso sempre!

  10. Olá,

    Eu tenho um vicio pela pornografia e pela masturbação. No meu corpo, se não há pelo menos uma masturbação no dia, eu fico nervoso e agitado. Não consigo me controlar. Não sei o que fazer, se meus pais descobrem isso, eu não sei o que eles farão comigo. Sou envagélico e quando eu me masturbo, me sinto mau e chego até a chorar. A pornografia, não sei como tirar, ja procurei por tantos programas que bloqueassem do meu computador. Eu ja fiquei um tempo sem computador, porém qualquer coisa que eu veja, não importa se é na TV ou na rua, eu sinto vontade de me masturbar e faço ali mesmo. Preciso arranjar um jeito de conseguir me controlar.
    Teve uma semana que consegui me controlar, porque eu andava jogando “Call of Duty”, assim meu cérebro não sentia falta daquilo, porém eu tive de parar de jogar para começar a estudar, nisso eu tive muita falta da masturbação. Ainda mais que, quanto mais eu fico sem, mais acumula sêmen, dai o motivo. Um dia ja fiquei com minha roupa encharcada.
    Preciso muito de sua ajuda.

    Hyock (Nome Fictício)

  11. Olá Hyock,

    É compreensível seu sentimento de culpa, haja visto que suas convicções religiosas estão demonizando a pornografia e a masturbação. O primeiro passo é refletir sobre o que realmente parece certo ou errado nisso. Até porque, muitos dizem que se seguram, que não se masturbam e nem transam antes do casamento. Vários estão mentindo. Primeiro porque não querem parecer fracos ou pecadores. Segundo porque depositam na divindade toda a responsabilidade pela “cura”, pela libertação do vício, esperando um milagre prontinho. Terceiro porque a sexualidade é tida como o impulso mais forte e indomável da criatura humana. Somente alguns conseguem sublimar essa energia em alguma obra ou missão, sem qualquer tipo de questionamento ou dor grave.

    Já que tudo gira em torno de seu credo religioso, compreenda primeiramente que a figura de Deus consiste no amor incondicional. Sabe o que é isso? Amor sem restrições. Você acha mesmo que o Criador iria te condenar só porque você manipulou seu corpo em busca de prazer sexual? Porque sentiu tesão com alguma cena ou fantasia? Se isso está escrito em algum lugar ou não, cabe a seu bom senso pensar se isso realmente é ruim espiritualmente. A princípio não é, desde que seja espontâneo, dentro de uma frequência mediana, respeitando o limite do corpo e as outras pessoas.

    Foi a natureza que deu aos humanos a possibilidade de se masturbar, senão todo mundo ficaria maluco. Dificilmente uma pessoa não se masturba. Praticamente todo mundo faz. São homens, mulheres, adolescentes, adultos, idosos, ateus, religiosos etc. Pode ser que muitos se toquem bem pouco, quase nada, uma vez ou outra, mas faz. Com jeitos e formas diferentes, mas faz. A masturbação é bastante saudável e proporciona o autoconhecimento incrível do seu corpo e de sua sexualidade! É um processo absolutamente comum e rico. Não se preocupe se pensar em algumas coisas mais picantes. É normal, esse é o ponto de excitação. É o famoso tesão. O amor dá tesão também, não é só os amassos e o sexo.

    Culpar-se por se masturbar é se privar de uma função deliciosa que o seu próprio organismo pede. Como você mesmo viu, o corpo quer expelir um pouco de sêmem. Provavelmente você é bem jovem, então os hormônios vão trabalhar muito com desejos e sensações. Curta isso, aproveite, sozinho mesmo! Ninguém precisa saber que você se toca, nem seus amigos. Também não precisa namorar/casar para se masturbar. Se quiser comentar com alguém, escolha bem com quem quer se abrir sobre isso.

    Sua família não deve condenar seu corpo (e muito menos a alma né), a menos que você se masturbe em excesso, porque tudo em excesso faz mal, não é mesmo? A família e os religiosos podem argumentar com discursos bíblicos, mas não há nada o que temer, pois se trata somente da interpretação que algumas pessoas atribuem aos textos sagrados. Isso não quer dizer que seja essa a única forma correta de entender o caso.

    Para uns é autoprostituição, promiscuidade, imoralidade, vulgaridade. Para outros é natural, normal, benéfico e recomendável. Depende do que cada um segue. A ciência, de um modo geral reconhece o valor saudável da masturbação em suas mais variadas questões, mas também aponta para possíveis problemas no exagero.

    Quanto a pornografia, aí já muda. Neste lado é uma escolha diferente, pois ela tem um elemento patológico. Tem quem goste e se sinta bem. Mas tem outros que não gostam tanto, porém são viciados e querem parar ou encontrar um equilíbrio.

    Comece a se organizar e a ser mais prudente. Evite se entregar ao prazer em locais e horários inapropriados, com roupas de sair em público. Prefira momentos reservados e particulares, onde só esteja você em conexão com seu corpo, preferencialmente sem pornografia. Permita-se o toque, descubra seus prazeres e agradeça por isso, pois tem pessoas que gostariam de poder fazer isso e não conseguem por algum motivo orgânico. Quanto a religiosidade, converse com sua divindade, diga a ela o que sente, o que pensa sobre o assunto e o que vai fazer, seja honesto. Elas continuarão ali te amando incondicionalmente.

    Leia estes dois posts e reflita um pouco. Dê uma chance a você mesmo.

    https://badporn.wordpress.com/2009/01/20/masturbacao-saudavel-existe/

    https://badporn.wordpress.com/2008/08/08/fe-x-dependencia-ou-religioes-x-pornografia/

    Experimente participar do fórum. É só de cadastrar no site http://www.badporn.foro.bz

    Vá lá dizer o que pensa e veja o que a galera pensa!

    Muita paz, fque bem!

  12. Eu acabei de me masturbar..porem me veio o peso da consciencia…eu ja tenho 25 anos e faço desde os onze anos…o maximo que consegui ficar sem me masturbar foram por sete dias…depois vem pior..e o peso de novo aparece…nao sempre…mas ultimamente tem me atrapalhado de modo qeu me atrasa a vida..gosto de ver filmes porno na internet ..e no celular..eu ja me masturbei em varios lugares….eu ja deixei de ir trablalhar para ficar vendo pornografia…e me masturbando….ate na hora de dormir me atrapalha. mesmo morrendo de sono eu faço..as vezes nem penso em nada mas quando vou ver..la estou eu no chuveiro tomando banho e me masturbando….e o pior que eu acho que cheguei no meu limite pior de pornografia..me masturbei uma vez semana passada e duas essa semana vendo videos de zoofilia …ja aconteceu de ficar vendo isso quando estava na adolescendia mas voltou…nao sou de sair com pessoas, mas quando eu saio a vontade é de ter mais…nao demostro nada para niguem..mas acho que esta afetando minha vida psicologica…ja pensei em procurar ajuda profissional, mas tenho vergonha…eu consigo ter força de vontade para parar..eu acredito que consigo…mas sempre volto a estaca zero…é algo idiota…mas to cansado…mas naoi consigo parar…achi que é como uma droga…..

  13. Olá, Boy XX

    Sugiro primeiramente que você se cadastre no nosso fórum do BADPorn. Acesse http://www.baporn.foro.bz e exponha seu conflito para nossos colegas. A opinião deles vai contribuir um pouco. Contudo, é urgente que você procure um bom psicólogo e expresse para ele tudo o que você disse. Certamente há muitas razões para você se comportar desse jeito. Repare que você já percebeu que não faz bem, mas repete o mesmo padrão. Um acompanhamento profissional vai te ajudar a mapear a origem desse conflito e assim você desenvolverá estratégias para contornar e controlar tudo isso até superar. Mas nada muda se você não mudar. É preciso ter mais ação e disciplina, buscar força em si mesmo. Tente se ocupar com trabalhos, atividades físicas, jogos, passeios. Novos amigos podem te levar para sair, te apresentar possíveis paqueras e assim vai. Evite estar disponível para usar tanto esse material. Quanto mais usa, mais longe vai, então a força vem de você! E você tem essa capacidade! Vença a vergonha e procure tratamento! Confie nas terapias e na sua capacidade!

    Participe do fórum!
    Muito sucesso!

  14. Ola, meu nome é lucas, tenho 17 anos e me masturbo desde os 13, no começo eu podia controlar, se tivesse tempo e não tivesse ninguem em casa eu me masturbava, eram momentos bons e raros o que tornava o ato mais interessante e prezeroso, hoje que ja tenho meu proprio quarto me masturbo todos os dias, porem o prazer não é mais o mesmo, e sempre depois vem o sentimento de culpa. Sou virgem, ja namorei e mesmo enquanto namorava sentia a necessidade de me masturbar, não me sinto mal em ver pornografia, mas me sinto mal em não poder controlar esse meu ato, eu tento parar mas não consigo, apenas não me masturbo quando estou triste ou frustrado. Também percebi que a masturbação enquanto vejo pornografia se torna muito rapida, quase não sinto prazer e em menos de 1 minuto se eu não me controlar ja chegou ao extase. Preciso muito encontrar uma solução, tenho medo que isso futuramente venha prejudicar meu desenpenho sexual e minha vida intima.

  15. Olá, Lucas

    Leia os artigos do BADPorn sobre a masturbação. Perceba que não há nada de errado, perigoso ou pecaminoso em dar prazer sexual a si mesmo. Preocupe-se apenas com o excesso. Várias e várias vezes por dia pode ser danoso, como tudo que se faz em demasia. Experimente também fazer uma masturbação mais prolongada, conduzindo seus estímulos e reconhecendo a resposta do seu corpo. A rapidez pode ter a ver com a pornografia, mas certamente tem muito a ver com seu jeito de levar as coisas. Só evite botar culpa em si mesmo, como se a masturbação fosse algo depreciativo, ruim, fracassado. Muito pelo contrário. Com ela você saberá mais detalhes do que te excita. Busque um psicólogo e tente explicar a ele essa situação. Para a família você pode dizer que quer tratar outra coisa, caso não queira entrar no assunto, porque as vezes é complicado mesmo.

    Outro conselho é contar com o apoio do pessoal do fórum BADPorn. Acesse http://www.badporn.foro.bz e cadastre-se para compartilhar sua história com pessoas que passam por situações semelhantes.

    Boa sorte! Volte mais vezes!
    Muita paz!

  16. Boa noite,

    Tenho 23 anos e vejo pornografia e masturbação desde os meus 15 anos de idade, isso diariamente. Ver pornografia não chega a ser algo tão necessário, mas a masturbação é sim. Li alguns textos do blog e achei interessante, me identifiquei em vários termos destacados no site. Lembro que nunca consegui ficar mais de 4 dias sem a masturbação, é uma necessidade muito grande que me puxa a fazer. Entretanto comecei a me relacionar com algumas parceiras sexualmente e percebi que não consigo ficar a vontade com nenhuma delas. Hoje estou procurando procurando ajuda primeiramente na internet pra ter uma base de onde posso me amparar. Acredito que a grande frequencia tenha me levado a ejaculação precoce, o que me impede ainda mais de procurar uma parceira real e fazer praticar ainda mais a masturbação. Tanto minha vida pessoal quanto social esta estagnada, e pude constatar que esse vicio tem grande influência.

  17. Olá amigo. Espero que você esteja bem. Primeiramente é muito bom quando se percebe o problema. Contudo, ao invés de tentar resolvê-lo sozinho, lendo coisas na internet, pense na possibilidade de procurar um psicólogo. Com o terapeuta você poderá mapear todas essas situações e buscar maneiras mais saudáveis de resolver o problema. Volte mais vezes, relate seus sucessos e dificuldades no fórum do badporn! Boa sorte!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s