Revelar-se como pornólatra: Contar ou não?

Muitos pornólatras ficam em dúvida quando o assunto é “contar sobre o vício para alguém”. Nesse momento, muitas coisas passam pela cabeça deles, pois a pornografia possui uma fama muito negativa no âmbito social. Às vezes, essa fama pode chegar ao ponto de um dependente ter repulsa de outro dependente.

A pornografia é, no geral, socialmente debatida como “coisa de moleque”; o que na verdade não passa de um grande pretexto para mascarar um prazer obtido por muita gente, incluindo garotas, mulheres, homens casados, idosos, religiosos, políticos, saudáveis, doentes etc. O público alvo da pornografia atual é bem abrangente, pelo que se pode supor.

Ao revelar-se viciado, a pessoa pode ser motivo de piada, de julgamento precipitado, maldoso e malicioso. Por isso, para o próprio bem estar, o dependente só deve contar o problema para pessoas específicas, nas horas certas, quando ele julgar conveniente.

Um bom terapeuta é capaz de dar instruções sob medida para tratar da dependência pornográfica com sucesso. Um bom e sincero amigo também é capaz de fazer muita coisa. Uma boa família pode orientar bastante. Mas para que eles saibam, o viciado precisa ter a certeza de que a revelação será recebida com braços fraternos. Caso contrário, é melhor se poupar de sentimentos negativos e conselhos incertos.

É sempre bom que toda dependência seja revelada quando a pessoa não consegue se livrar dela sozinha, de forma alguma. Trocar experiências ajuda a fortalecer a coragem, diminui a humilhação e aumenta o orgulho pela força de vontade. Contar para a pessoa errada, na hora errada pode fazer o dependente sentir culpa depois. Caso contrário, poderá ficar mais aliviado ao fazer a revelação em um momento apropriado.

Contar para alguém acaba com a sensação de que se está escondendo algo dos outros. A mente fica mais leve, promovendo a distância mental da “droga” e conseqüentemente, uma paz interior.

Mas como sempre, tudo depende. Ficar sozinho, também é um caminho. Ao refletir sobre cada fraqueza, o dependente pode extrair novas forças. Tem gente que pode se sentir pior se contar para alguém. Tudo varia de pessoa para pessoa.

Em caso de dúvidas, faça do combate ao vício, uma meta a ser cumprida por você. E que contar ou não, poderá ser um de seus recursos, um passo a mais ou uma parte do seu planejamento de recuperação.

6 comentários sobre “Revelar-se como pornólatra: Contar ou não?

  1. Pingback: A Pornografia e Você « BADPorn

  2. ótimo post, só aqui encontrei amigos com quem eu posso me abrir, sou casado amo minha esposa mais tenho certeza q ela não saberia lidar com essa situação, meus outros amigos tb não o saberiam portanto prefiro continuar me abrindo com meus amigos aqui, as pessoas do meu ciclo de amizade não mestão preparadas para lidar com um problema desses… já se foram 14 dias agradeço a Deus e meus amigos aqui por mais um dia!

  3. Olá Wagner,

    BadPorn agradece o seu carinho e te dá os parabéns pela iniciativa de se afastar do consumo pornográfico que lhe faz sentir mal.

    Você é quem decide para quem pode contar ou não, da mesma forma que você conclue se este consumo é inofensivo ou não para si próprio. A sua mulher tem o direito de ficar aborrecida, caso ela saiba, não a condene, mas compreenda-a.

    Esse blog é mais uma espécie de auto-ajuda, algo sem compromisso, amador, que tem o objetivo de chamar atenção do público para a possibilidade de viciar que a pornografia tem.

    Portanto, busque um terapeuta. Você não precisa dizer para os outros porque está na terapia. Basta ir lá e contar apenas ao profissional qual é o seu conflito. Ele vai te ajudar com base nas suas declarações.

    Boa sorte! Continue acessando BADPorn!

  4. Obrigado aos mantenedores deste site, nao dá para descrever o alento que estes artigos tem me proporcionado. Espero um dia poder contribuir com esta causa.
    Obrigado.

  5. Rogério! O BADPorn que agradece seu carinho e te deseja muito sucesso!

    Você já pode contribuir, e muito! Participe do fórum BADPorn acessando badporn.foro.bz e compartilhe as suas experiências com outras pessoas que passam por situações semelhantes!

    Muita paz!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s