Recaída: Um triste pesadelo

Depois de se conscientizar sobre o quadro de dependência pornográfica, o indivíduo faz uma promessa para si mesmo, jurando que vai parar de consumir o produto adulto.
Então ele escolhe uma data, começa bem, fica uma semana limpa, resistindo às tentações com atenção.

Entretanto, em determinados momentos, ele se vê diante da melhor oportunidade de conferir a pornografia. É aí que começa a auto-sabotagem. “só esse vídeo não é nada”, “faz tempo que eu queria ver a Fulana nua”, “Qual será o novo post no “pornoblog” do Ciclano?” E assim vai…Vê-se um, depois só mais um, mais outro…Aí a consciência anuncia a recaída e o usuário chuta logo o balde de uma vez, e mãos a obra por mais uma hora de pornô puro.

Daí vem o orgasmo. O tão esperado tesão chega a seu ápice, quando encontra o material eleito para isso. Mal se limpam os fluídos e a mente envia um recado: Frustração a vista! E o dependente se sente péssimo por ter sucumbido novamente à pornografia.

Ele se pergunta por que isso acontece, mesmo depois de uma decisão firme, de uma promessa, de um juramento… Todo pornólatra tem receio de não conseguir parar de usar o pornô; e se parar tem medo de recair.

Não é fácil começar a arrancada contra o vício, se você fica apreensivo/a só de imaginar a quantidade de “material imperdível” que vai ter que ignorar. Entenda que “materiais imperdíveis” sempre vão existir. E com a decisão de parar, é hora de parar e ponto. Vire a página e recomece a sua limpeza.

Descubra o que está te levando a usar pornografia. Muitos recorrem a ela por inúmeros motivos. Um deles é a realização de fantasias impossíveis ou proibidas. Encare essa realidade e busque a ajuda de um bom terapeuta, se essa situação começar a dar sinais de dominação sobre o seu comportamento, afetando constantemente o seu pensamento.

Veja a recaída como um aprendizado no processo de libertação do vício. Cada recaída precisa ser analisada, até conseguir se detectar o que a provocou. Principalmente depois de uma aparente recuperação. Nesse caso, por alguma razão, o pornólatra retorna ao estado anterior de dependência. Essa fase costuma ser difícil de tratar. O perigo da recaída é constante. E o custo dela é alto.

O dependente deve ficar atento, pois é o prazer do pornô que pode fazê-lo recair. O desejo ganha força com quem não sabe lidar com a ansiedade. Na tentativa de compensar a ausência da pornografia, o dependente adquire uma nova mania para preencher o vazio deixado pelo vício. A recaída, em alguns casos, significa que essa substituição não dá mais certo, e aí ele volta a usar o pornô novamente.

As imagens e histórias pornográficas não saem da mente. A desintoxicação reduz a lembrança delas, mas elas continuam lá, armazenadas na cabeça como um vulcão extinto. A simples recordação delas desperta uma incontrolável vontade de revê-las. Por isso, coloque um fim nos seus filmes, vídeos, fotos, revistas etc. Elimine as possibilidades de matar as saudades dessas imagens e situações. Quanto mais você pensar nelas, mais difícil será para deixar o pornô de lado.

Em caso de apego ao material, desfaça-se daqueles que não usa ou que não gosta muito. Com o tempo, você irá ter mais coragem e vontade de apagar o resto.

Mas não desanime! Tudo o que você leu servirá para que a sua dependência fique sem mistérios. É possível se livrar naturalmente dela. Não confronte seu vício, mas entenda os impulsos que ele dispara e a causa que dá abertura para a manifestação do desejo de consumir o material pornô. Aí o problema acaba sem se manifestar com força.

A recaída não é só uma simples volta no uso da pornografia, não acontece de repente. Ela manda sinais ou sintomas de aviso. Vigie a sua mente, seus pensamentos e sensações. Pergunte-se de onde veio, por que veio, se é isso mesmo que você precisa fazer, o que ganha com isso, etc.

Reflita sobre as circunstâncias das suas recaídas anteriores, para aperfeiçoar a sua “imunidade”. O objetivo fundamental da prevenção é identificar e tratar das causas que podem levar a uma recaída. O dependente deve aprender como detectar os sinais de alerta da recaída, para estudar e desenvolver as próprias habilidades necessárias para enfrentar crise. Dessa forma, ele consegue mudar algumas de suas crenças e expectativas sobre o seu comportamento diante do vício.

Atente aos sintomas: irritabilidade, nervosismo, angústia, depressão, problemas de concentração, perturbações do sono, aumento do apetite, dificuldades para lidar com sentimentos e emoções, para lembrar das coisas, para lidar com o stress etc . Eles são frutos da abstinência, e ao mesmo tempo, do desejo irresistível de usar pornô. Neste caso, utilize jogos, leituras, entretenimento ou esporte para ocupar a sua mente. A vontade pode ser facilmente aniquilada, pois ela não dura muito tempo seguido.

O fato de parar de usar não significa que a vontade cessou. Então, tente observar o problema pelo lado crítico, para ficar sempre de frente com os malefícios que o produto pornô está te causando.

Fique atento para algumas dicas:

  • Mantenha sua motivação. Faça uma lista das vantagens de não usar pornografia, dos benefícios de uma vida sem ela.
  • Aprenda a lidar com o impulso. Isso diminui a chance de recaída.
  • Evite retomar, mesmo que seja apenas para descontrair. É mais fácil recusar o primeiro convite do que o segundo.
  • Fique atento às influências de situações prazerosas que se relacionam com a pornografia, como sexo fácil, chats com webcam, prostituição, festas para pegação etc.
  • Faça um plano de urgência para o caso de retomar o vício; principalmente se recomeçar a usar pornografia de maneira regular.
  • Não compre e não acesse material adulto, mantenha distância disso.
  • Se estiver parando de usar pornografia, fique longe dos portais de acesso a ela, suma com qualquer material, se pressentir que eles serão motivos para recaída.
  • Considere a recaída como uma falha normal de percurso, que te permite aprender mais sobre a dependência e a se conhecer mais. Isso não é fracasso, mas sim, uma necessidade para reflexão.
  • Cuidado com a ligação entre pornografia e masturbação. Começar a se masturbar sem material pornô pode despertar a vontade de acessá-lo. Masturbe-se longe dos portais de acesso.
  • Analise as razões que te levaram a auto-sabotagem de sua ruptura com o vício. Busque saber quais são as razões que te levam a consumir o pornô de novo.
  • Não freqüente muito os locais onde você acessava o pornô. Aliás, ao optar pelo combate ao vício, crie um novo ambiente, diferente do que você usava quando usava material adulto.
  • Não se recrimine demais.
  • Peça a ajuda dos seus amigos.
  • Não se acostume a recair.

Quando cair, levante-se, limpe-se, arrume-se e continue caminhando com mais atenção e com o foco devidamente direcionado. Evite sentir vergonha, medo, pena de si, remorso ou coisa parecida. Todos nós erramos, por muitas vezes.

Cuidado com a culpa. Recair não indica que a pessoa precisa sofrer mais e não afirma que a mesma é incapaz de se recuperar. Mas também não se acostume com as recaídas; trabalhe para evitá-las, sem neura, sem dor e com muito amor-próprio.

Acredite no seu potencial. O melhor jeito, no final das contas, é não usar pornô. Por isso, determine-se nesse princípio. Você vai ficar mais encorajado/a em fazer aquilo que está surtindo efeito.

Recair não é o pior mal. É só um pesadelo no meio de uma noite, que pode ser evitado com a mudança de alguns pensamentos. (sobretudo os pensamentos que movem uma ação).

O lema é: Dormiu recaiu. Acordou se ligou.
Tente de novo! Você vai conseguir!

21 comentários sobre “Recaída: Um triste pesadelo

  1. Muito obrigado. Eu só tenho 14 anos e já estava desenvolvendo este vício.
    Mas agora eu sei que não preciso de pornografia para sentir prazer. Eu preciso de felicidade. E a maior fonte de felicidade que eu posso encontrar é em Deus. Eu sempre achei que nunca mais voltaria a ver esse tipo de conteudo, mas acabei caindo. A alguns meses atrás eu tinha visto o meu último video. Agora (cerca de dois dias atrás) comecei a ver hentai, e isso me levou ao popular hardcore. Eu fiquei dois dias na cara dura, passando horas e horas na frente do PC. Agora eu determinei que o meu espírito pode vencer o meu corpo. Eu acredito no meu potencial. Eu vou parar de ver pornografia, e ao invés disso, vou me concentrar em estudar, porque gosto muito disso. []Eu instalei um bloqueador de porno no meu PC e tive uma idéia. Vou colocar uma senha que nem eu saiba, tipo vou sair digitando um monte de letras. Assim, chega de porno!!!

  2. Pingback: A Pornografia e Você «

  3. Olá Marcos Willian,

    Sua idade mostra como tudo começa bem cedo. É notável também a sua determinação.

    E como você mesmo percebeu, é muito fácil recair. Busque determinação nos seus valores e proteja-se com muita prudência. Se preciso e se possível, peça ajuda de um (a) psicólogo(a).

    Continue firme!

  4. começei muito cedo com esse vício hj tenho 26 anos mais me lembro q aos 9, 10 anos eu já pegava as revistas do meu irmão mais velho pra ver tivemos neste mesmo período uma empregada que me abusava me pdindo pra fazer coisas nela, e isso nunca parou desde esse tempo pra cá passaram-se alguns períodos sem consumir material pornográfico mais vez por outra eu sempre voltava a fazê-lo. nas outras vezes em que busquei ajuda eu nunca fui levado a sério como estou sendo levado agora por este blog encontrei ajuda e amigos com quem posso contar. as pessoas acham q é “safadeza” que o cara faz por que quer, ou que é besteira dar importância pra isso mais não é! agora estou sendo levado a sério isso já é importante de mais pra mim no outro post falei q eram 4 dias sem consumir mais errei a conta já são 6! muito obrigado!!!

  5. Olá Wagner,

    Sua história é comum entre muitos jovens por aí. Começam a ver pornografia cada vez mais cedo. A mídia em si, é muito erotizada. Comerciais, programas, filmes…Tudo tem o tal do “sex appeal”. Isso provavelmente deve encaminhar a juventude afobada a adquirir aquela necessidade de se iniciar sexualmente, para não se sentirem inferiores.

    Quanto a empregada, BADPorn lamenta que tenha sofrido esse abuso. A sociedade é tão machista, que se mulher abusa, o homem se sente na obrigação de gostar e se vangloriar disso. Há muitas professoras abusando sexualmente de seus alunos, mas os jovens acham isso o máximo. Só que tudo muda quando é um homem que abusa.

    Como você mesmo viu, há uma barreira grande em torno do vício na pornografia. E também uma enorme confusão ideológica, para não dizer religiosa… Contudo, BADPorn não é dono da verdade. Procure sempre a ajuda de um terapeuta da sua preferência.

    Continue firme!

  6. este último sábado foi o dia mais díficil de todos até agora, eu tive uma “crise de abstinência” muito forte por muito, mas muito pouco mesmo, eu não cedi a tentação. me afastei do computador q eu estava tomei uma água e não resolveu então decidi me masturbar pra v se a vontade passava fiz isso longe do pc e funcionou, a vontade passou e já se foram 20 dias não é fácil mais dia após dia agente vai se controlando mais, se vigiando, em fim graças a Deus e meus amigos aqui do badporn estou vencendo essa batalha muito obrigado pela ajuda.

  7. Olá Wagner,

    BADPorn agradece seu carinho e sua gratidão.

    Como você mesmo viu, na hora que bate o prazer, a nossa razão fica muito alterada, disposta a colocar tudo a perder. Isso acontece porque a energia sexual é muito intensa, de difícil controle. Para dominar esses impulsos, é preciso ter muita garra e uma meta muito bem estabelecida. Mas também não vá se castrar. Transe com sua esposa e masturbe-se longe dos portais de acesso ao porno e tome outros cuidados que estão enumerados pelo blog.

    BADPorn não é expert neste assunto, portanto, procure a ajuda de um terapeuta, caso comece a se sentir mal.

    Você, com seu exemplo, está servindo de exemplo e ajudando outras pessoas que sofrem do mesmo problema.

    Continue firme!

  8. Gostei muito deste site, tenho vergonha pelo meu problema (vício pela pornografia) mas encontrei aqui muitas palavras de encorajamento e um método que espero que funcione para parar com este vício, vou mudar meu estilo de vida e quero muito que este site continue me ajudando, parabéns ao criador deste blog e muito obrigado pela força.

  9. Olá Dema,

    Não se envergonhe do seu vício. Esteja sempre do seu lado.

    Que bom que o BADPorn está te ajudando, mas lembre-se que nada muda se você não mudar antes!

    Continue firme!

  10. Muito boa a sua iniciativa.
    Esse blog toca num tabu que não se houve falar em nenhum outro lugar.
    Uma característica muito positiva do seu trabalho é estar desvinculado de prerrogativas religiosas ou moralistas.
    Gostaria de contribuir de alguma forma, acho que isso irá me ajudar a curar o meu vício também.
    Abraços

  11. BADPORN agradece a sua participação e também a sua vontade de ajudar!
    No fórum de discussões há pequenas sementes que logo mais irão render frutos para todos os envolvidos!

  12. Eu comecei a me envolver com o pornô com 11 ou 12 anos de idade, a muito tempo desejava parar, mas só comecei a luta quando cheguei nos meus 19 anos, eu fique um ano inteiro sem ver pornografia e pensei que estava liberto, mas depois tive uma recaida e nunca mais consegui parar, a dois dias atrás (a ultima vez que eu olhei) foi como se me caisse a ficha, observando os primeiros conteudos (a revista playboy, depois a brasileirinhas) e os ultimos (pornografia hardcore e todo tipo de degradação), eu percebo o profundo abismo que eu tenho caido, mas essa vez foi diferente, enquanto eu via aquilo não conseguia sentir o mesmo prazer que sentia antes e antes que chegasse ao climax (geralmente o remorso vem depois) eu parei e decidi que não quero mais ser escravo disso e vou lutar até o sangue pra extirpar esse mal da minha vida

  13. Interessante a postagem, um pouco antiga, mas reflete bastante minha situação, todas as decisões “firmes” que tomei para parar com o vicio não ajudaram, eu cheguei ao ponto de perder completamente as esperanças, mas hoje tenho lutado com mais prudência, nas minhas recaidas sempre vem o desanimo, a vontade de se entregar de uma vez, mas logo vem a esperança, a certeza de que a unica saida é continuar o combate, tenho procurado ocupar minha mente com outras coisas: Pego os livros que tenho em casa, de português, matematica, biologia, etc. para estudar, jogos, exercicios cerebrais, leio a biblia, mas o meu maior inimigo hoje é a internet, ela facilitou muito o acesso a conteudo pornografico, ja tentei bloquear os sites, mas na hora que vem a vontade ardente é facil desbloquear, então a solução é policiar a mim mesmo e creio que vai chegar o dia que eu vou me ver completamente livre

  14. Olá Rafael,

    Se as recaídas são constantes, talvez seja porque ainda existe alguma coisa fortalecendo esse vínculo com a pornografia. Porém, é difícil afirmar, porque cada um tem uma causa única. Possivelmente uma terapia possa te dar um direcionamento mais adequado nessa situação. Contudo, mantenha-se otimista, porque a solução não é algo inatingível. Pode ser um caminho duro, mas no fim, cada um encontra seu ponto de equilíbrio.

    Por que você não aproveita para debater com pessoas que passam pelo mesmo caso? No fórum BADPorn há muita gente passando por situações iguais ou semelhantes a sua, compartilhando ideias de uma maneira muito proveitosa e agradável. Faça sua conta lá e comece a participar! Acesse http://www.badporn.foro.bz e siga as orientações! É simples, fácil e bom!

    Muita paz!

  15. NADA PODE SE MAIS FORTE DO QUE VOCÊ CONSTANTEMENTE DE JOELHOS CLAMANDO A DEUS. INDEPENDENTE SE NO DIA CAIU OU NÃO CONTINUE CLAMANDO, NA HORA CERTA E NO TEMPO DELE ELE VIRÁ E TE LIBERTARÁ. SE O FILHO TE LIBERTAR VERDADEIRAMENTE SERES LIVRE.

  16. Olá Will,

    Apesar da importância de se ter um reforço da fé religiosa, sempre é recomendável que a pessoa acredite em si mesma e se esforce verdadeiramente para sair de uma condição ruim, sem esperar parado, na ilusão de que a solução caia de repente do céu. Nada muda se nós não mudarmos. A iniciativa deve partir de nós mesmos.

    Você pode debater esse tema no fórum BADPorn, onde há muita gente compartilhando ideias de uma maneira muito proveitosa e agradável. Faça sua conta lá e comece a participar! Acesse http://www.badporn.foro.bz e siga as orientações! É simples, fácil e bom!

  17. Oi pessoal, comecei a ver pornografia e a me masturbar aos 15 anos, colecionava as revistas pornô da altura, de vez em quando me desfazia delas, mas mais cedo ou mais tarde recomeçava a coleção. Passei 8 anos sem ver pornografia e sem me masturbar, até que dada altura recaí, quando apareceu a pornô na net. Hoje tenho, além de várias centenas de filmes e vídeos pornô descarregados da internet, uma vasta coleção de dvd`s das mais conhecidas empresas pornô. Não sei se será tara ou doença mas é raro o dia em que passe sem ver pornô.
    No entanto não me considero viciado. Será que não é preferivel a porno do que ir a casas de prostituição ou o uso de drogas?

  18. oi pessoal, apenas uma observação, que a badporn me desculpe mas o que se passa é o seguinte. Acho que a badporn é um forum super interessante sobre o debate da pornô, em que cada um pode dar uma sugestão, desabafar, expor o seu ponto de vista…etc contudo, ou por pouca adesão ou outro motivo, as últimas intervenções remontam ao início de junho!!!!
    Inicialmente achei que a bad porn tinho um formato, mas está estática, tem pouca intervenção!!!

    Um abraço

    joãozinho

  19. Oi João,

    É verdade. Estamos com o movimento baixo porque muita gente se enjoa de postar no fórum. Muita gente cria a conta apenas para ler o que os outros escrevem e não compartilham suas opiniões. É complicado. Muita gente desiste de postar quando se considera suficientemente forte, mas voltam se recaem. Muitos querem que o badporn produza tudo, que traduza textos, que fale tudo. Mas o objetivo é formar uma comunidade. Nem todos entendem isso.

  20. Quero agradecer pela ajuda realmente acho que agora estou no caminho certo, foi quando eu procurava um site porno que eu achei esse blog e a partir de momento vi que existia ajuda para parar e se libertar desse vicio, desde então estou lendo seus posts e estou e sentindo mais seguro para continuar essa caminhada!

  21. Eduardo,

    Muito bom que você tenha se sentido melhor! As vezes quando menos esperamos surge aquela motivação. Participe também do fórum BADPorn para ajudar outras pessoas e ficar antenado nos principais debates da galera!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s