Masturbação saudável existe

Este artigo é um parênteses deste site.
O BADPorn lamenta que em pleno século XXI existam lideranças filosófico-religiosas trabalhando consciências pelo viés da culpa e da punição.
Independente dos credos, a crítica a seguir é mais sobre a forma como as coisas são expressadas, do que pela crença em si.

Será que você, internauta leitor, não se sentiria péssimo se estivesse escrito neste blog que a pornografia vai arruinar a sua vida por completo, que ela é um portal infernal e que a masturbação é sinônimo de lascívia, luxúria, egocentrismo, auto-indulgência, erro espiritual, moral e físico, desvio ético, prática egoísta e escravocrata?

Está na moda, nestes últimos anos, a propaganda de determinadas seitas que se intitulam mestras na libertação das práticas sexuais promíscuas, do vício na pornografia e da masturbação. Tais grupos dão sim, bons conselhos, e em várias partes asseguram ideais saudáveis. Mas infelizmente a maioria da informação deles é de natureza conservadora e altamente castradora. Se você é partidário dessa ideologia, proponha-se uma reflexão antes de seguir na leitura de todo material deste blog.

É muito alto o número de pessoas preocupadas com a culpa e com a dignidade espiritual diante da prática da masturbação e do uso de pornografia. O BADPorn, em seu curto tempo de existência, conseguiu detectar uma boa parte de pessoas aflitas e desesperadas, porque acham que suas almas serão punidas e menos aceitas, porque crêem que possuem menos virtudes em suas vidas só porque:
-Viciaram-se na pornografia.
-Masturbam-se (pouco ou muito).

O dependente que se prende absolutamente nestes conceitos com muita rigidez e fanatismo poderá apresentar um desgaste emocional muito sério e digno de terapia no futuro. Esse tipo de pensamento autopunitivo tira a paz da mente, pois tanto a pornografia, como a masturbação, por mais problemas que possam gerar, não podem receber essa classificação amaldiçoada que muitos conferem a elas. Essa concepção faz com que o dependente se sinta um lixo desprezível, indigno de perdão.

A pornografia não é sua inimiga. Você é que está platonicamente apaixonado por ela. E ela não está nem aí com você, pois tudo o que ela precisa de você para existir é apenas a sua atenção. E quanto as suas Divindades, elas jamais deixarão de te amar e de te inspirar por causa do vício abordado aqui. Muito pelo contrário, te ajudarão a sair dessa! Afinal, quem se ajuda, recebe ajuda.

O que este blog propõe, é que as pessoas viciadas se desliguem harmoniosamente da pornografia através de um processo de conscientização, sobre os excessos e as mudanças de comportamento que ela provoca; bem como, sobre o uso do tempo e da energia do corpo nesse processo de dependência. Aos poucos, quando o dependente se dá conta disso, ele começa a entender que não precisa da pornografia, que ela está lhe deixando perturbado. E aí naturalmente ele vai drenando até “parar”.

Por que “parar”?
Porque uma vez que se gosta de pornografia, por mais que você fique muitos anos sem consultá-la, o seu status é de vulcão extinto, que pode voltar se for aguçado. É dever de todo ex-pornólatra manter a vigilância, pois é muito complicado recusar convites e evitar alguns acessos. Tal cuidado não depende só de preces e orações. A sua capacidade de fazer escolhas é o que vai tomar atitude.

E o que tem a masturbação a ver com isso?

Tudo. Ela é uma ferramenta auxiliar. À medida que a pessoa deixa de se masturbar com pornografia, ela passa a usar a imaginação. Com isso, as memórias pornográficas vão dando espaço para fantasias e desejos da própria pessoa. E a partir daí, a cobrança por imagens sexuais do contexto pornô será  menor, porque a criação pessoal do indivíduo vai ter significados mais profundos do que a pornografia, que é superficialmente fascinadora. Desse modo, essa masturbação tenderá a não mais diária, mas sim casual.

A teoria expressa no BADPorn não é conhecida pela Organização Mundial de Saúde e nem pelo médico da esquina. Não se intitula como a mais correta ou como melhor. Mas pelo menos não é castradora e não influencia pela culpa e pelo medo, mas sim, pela sua reflexão racional e o auto-conhecimento. Ela apenas esclarece que a pornografia pode ser um grande desserviço, mas jamais irá desaconselhar a masturbação.

Ficar uns dias sem se masturbar é uma vivência interessante para alguns. É sugestão dada aqui, inclusive. Pode ser uma experiência boa, mas ficar a vida inteira se privando disso porque alguém disse que ela é a “falsificação de um ato de amor representado pelo matrimônio” é o cúmulo. Para alguns isso é muito mais difícil. Aí é que eles desistem de vez da luta e se entregam a pornografia e a masturbação patológica de uma vez.

O excesso de masturbação é ruim para o corpo e para mente. Mas a prática esporádica dessa atividade íntima pode ser a única opção de uma pessoa. Nós não somos seres evoluídos o suficiente para canalizar plenamente as energias sexuais. De alguma forma, nós trabalhamos com ela e precisamos tê-la em ação. Ela é uma das energias mais intensas da criação e atua sobre várias áreas e aspectos da vida. E isso precisa ser compreendido.

Não é simples canalizar a energia sexual para outras coisas. Se fosse, muitas pessoas estariam bem, livres e felizes… E muitos espaços como este blog sequer seriam pensados! E em função disso, elas se castram, se punem e se privam de uma simples e esdrúxula masturbação! Conter a promiscuidade, a infidelidade, a prostituição é mais do que adequado. Mas a masturbação?! Esse é o tabu sexual mais aberrante que já se viu sobre a face terrena.

Aquele que diz não se masturbar, ou está mentindo, ou transa muito ou está com algum problema físico/psicológico que aterra os impulsos íntimos de uma forma tão violenta, que pode até ser difícil de reverter e trabalhar essa questão mais tarde.

Alguns podem transar todo dia ou toda semana. Outros só de vez em quando. E só por isso, que estes últimos vão ter que esperar até um suposto casamento, sem se masturbar, sem conhecer seus desejos, seus corpos, prazeres e gostos? A que essas pessoas recorrerão? A prostituição? A promiscuidade? A pornografia? Talvez uma simples “automassagem” evite maiores problemas. Ninguém merece viver na angústia, na repressão por causa de uma banal estimulação das zonas erógenas.

Ninguém precisa dar uma de mártir para ser bem aceito pelas Divindades. Ou será que a pessoa deve resistir bravamente, rezando para que as ondas de excitação passem, tomando ducha fria, jogando vídeo-game, vendo televisão, praticando esportes ou fazendo qualquer outra coisa? Isso tudo realmente ajuda quem tem a consciência livre da culpa, da auto-cobrança e da castração dos impulsos sexuais. Estes sabem fazer da masturbação uma aliada no combate as más tendências íntimas, e conseguirão um dia, entender que ela jamais os dominou.

Da mesma forma que conscientização, seguida de novos costumes, faz o dependente observar que a pornografia não é necessária, um dia ele também vai perceber que não precisa se masturbar intensamente. E mais, ainda poderá sentir algo melhor do que um simples estímulo manual. Terá aumentado o respeito por si mesmo.

Não há nada de errado com a masturbação. A única coisa que você precisa saber é que tudo em excesso faz mal. Fora isso, sinta-se livre para “descabelar o seu palhaço” ou “afagar sua periquita”. Este ato constitui uma prática plenamente normal e inofensiva, conforme garantem inúmeros profissionais ao redor do mundo.

Não é possível compactuar com o ideário dos castigos. Desculpe se você se guia pelos pensamentos que foram criticados aqui. Até porque, do que vai resolver a mensagem deste blog, se o seu pensamento não te deixa em paz? De que adianta ler sobre apego, auto-comparação, auto-sabotagem, métodos para parar etc, se você se sente a pior pessoa do mundo por consumir uma “arte mundana e profanadora” e por praticar um ato de “auto-prostituição”?

Quando você quiser, toque-se com dignidade, com respeito pelo seu corpo. Fantasie, crie cenas românticas, desfrute. Cultive bons desejos e solte essa energia. Observe como a sua mente não precisa de pornografia para vivenciar a sexualidade! Por outro lado, entenda que nós humanos, não nascemos para viver isolados. O sexo faz parte dessa observação. E deve ser, sempre que possível, praticado a dois. E de preferência, dentro de uma relação saudável e afetuosa. Não cultive o isolamento íntimo, mas também não brinque com o sentimentos dos outros só para fazer sexo.

Se os outros dizem que conseguem ficar sem se masturbar, problema deles. Você não precisa ficar atordoado(a) por causa dessas pessoas, ou porque alguém disse que tem proibição em um livro sagrado. Se você acredita em Deus, sabe muito bem que Ele não castiga ninguém, pois consiste no amor incondicional, ou seja, amor sem imposições, sem limites. Contudo, se você acredita que deixar de se masturbar é o melhor para você, vá com Deus. Isso pode ser possível, mas pode ser traumático, agressivo. Busque um terapeuta nessa jornada. Ele não pode te obrigar a nada, mas poderá te ouvir e te orientar nas passagens da sua escolha.

O BADPorn não está incentivando você a se masturbar loucamente, e muito menos a dar umas bicadinhas na pornografia. Aliás, esta, por sua vez, te fascina porque você se deixa fascinar. Ela por pior que seja, não é a causadora do seu sofrimento, por que a dor é conseqüência dos seus atos. Então, agora é só começar a se policiar, até atravessar a abstinência e curtir a recuperação. Mais do que parar por medo ou imposição, é parar porque entendeu o que tudo aquilo significou, agregar o aprendizado e seguir em frente com novas percepções.

E quanto a masturbação, sinceramente, só evite os excessos. Descarregue suas forças criativas em outras atividades e toque-se apenas quando estiver muito afim.

Evite criticar a pornografia e a masturbação com palavras carregadas de terror. Muita gente sofre por causa dessa maneira de julgar. Encare a pornografia como um desafio a ser vencido e a masturbação como um direito seu, uma ferramenta natural e um recurso para descarregar desejos e energias.

Enfim, liberte-se e eduque-se. Não se castre. Pondere-se. Você não deve se rebelar contra as crenças que discursam de maneira rígida. Se você segue alguma delas, respeite-as, absorva os seus princípios, conduza-se nas propostas que mais lhe agrade e cultive  o que acredita valer mais a pena. De qualquer forma, o auto-conhecimento vai te revelar um ponto saudável de equilíbrio. E depois de avançar na sua adaptação, todas essas implicações serão parte do passado e você não precisará ter vergonha dele e nem das suas Divindades.

 Leia também: Culpa: Livre-se disso

17 comentários sobre “Masturbação saudável existe

  1. os post do site sao de grande ajuda , me identifico com a maioria , resolvi comentar para simplesmente poder falar abertamente , seria otimo se nao parassem com esse trabalho e ate o divulgassem mais pois a muitas pessoas com esse tipo de problema que nao tem coragem de falar sobre seu problema com ninguem dai nao recebme nenhuma orientaçao.

  2. Pingback: A Pornografia e Você « BADPorn

  3. É realmente muito bom esse blog, com certeza muita gente precisa dele assim como eu. Espero que vocês continuem atulizando.
    Eu queria saber se vocês não podem escrever sobre os benefícios e malefícos para a saúde, além de como isso influencia a energia criadora e espiritual da pessoa e como se enquadra no universo místico, mágico, paranormal e não propriamente religioso.

  4. Anônimo,

    Lembre-se de que nada do que se lê aqui é pura verdade.
    BADPorn agradece sua força. A colaboração dos leitores é sempre a maior divulgação!

    Volte sempre!

  5. Olá Renzo,

    BADPorn agradece seus elogios e a sua preocupação com a informação.
    Em breve um artigo semelhante a sua idéia será postado, lembrando aqui não se fala em religião, no máximo, em espiritualidade.

    Continue visitando!

  6. É… mesmo que voçês defendem bastante a pornografia e a masturbação,
    realmente as duas juntas são como a infidelidade: no namoro e no casamento, a pornografia e a masturbação talves estão juntas.
    Eu me pergunto… porque será ? Porque individualmente, homem e mulher,
    tanto no namoro ou no casamento, irão dar aquela “escapadinha” e vão apelar
    para o lado da pornografia e o vício masturbativo.
    Isso eu chamo de infidelidade, porque? Se eu um dia eu for namorar e
    casar, lutarei até o fim para não ser escravo desse vício que nos tira a dignidade,
    de filhos de Deus. Enfelismente cristãos e não cristãos, lutam constantemente para largar esse vicio.
    Esse foi meu comentário… achei interessante que voçês, talves, estão dos dois lados !

    Queria saber de voçês, que são especialistas no asunto…
    quem é mais viciado em pornografia e masturbação, o
    homem ou a mulher ?

    Abraços !!!

    Fiquem com Deus !!!

  7. Olá Masculino,

    Este artigo foi feito para esclarecer que não há nada errado com a prática da masturbação. É claro, que tudo em excesso pode fazer mal, como pode ser para quem se masturba dezenas de vezes por dia. Contudo, a masturbação é um movimento saudável.

    Algumas crenças geram culpa na pessoas, fazendo com que elas se sintam mal por causa dessa prática absolutamente normal. Muitos confudem prostituição, libidinagem, infidelidade entre outras coisas com masturbação! Não tem nada a ver! Mas se para você tem, então siga o que sua razão lhe propõe.

    O BADPorn que desvincular a masturbação da pornografia, pois as pessoas misturam as duas como se fossem uma. Elas andam juntas, mas jamais serão a mesma coisa.

    A masturbação atinge muitas pessoas, independente de sexo, etnia, idade, ideologia de vida etc…Pois é uma manifestação natural do ser humano. É como fazer uma massagem em si mesmo, para relaxar.

    Cada um tem direito de acreditar no que bem entender, mas saiba que masturbação praticada na privacidade, com respeito, com moderação e com desejo pode proporcionar muitas sensações e te ajudar a conhecê-las cada vez melhor.

  8. Realmente achei muito interessante esse blog !!!
    Nos faz sentir menos “monstros” como pessoa, ou menos culpados…
    não sei quem é dono ou dona do blog…. mais muito do que eu li, me ajudou !
    Graças á Deus não sou viciado em pornografia… acho que masturbação também não…
    só quando to muito afim, aí sim… gostaria muito de conhecer pessoas com esse ideal.

    Quando o asunto é masturbação, vcs do blog, não tratam isso como um “bicho de sete cabeças.”
    Ainda bém que blogs como esse, ajudam tirar muitas dúvidas sobre esse asunto !

  9. Olá Hélio,

    Suas palavras são animadoras e mostram como as coisas se tornam possíveis quando o foco fica mais nítido.

    Continue acessando BADPorn!

    Muita paz!

  10. eu louvo a DEUS por esse blog e creio que vou aprender muito,todavia quero registrar aqui minha experiencia pessoal discordando um pouco damasturbação saudavel.desde odiaque comecei o ritualdamasturbação e isso já faz 3anos tenho sentido coisa q nunca fui acometido(medo,depressão,pesadelos,dores no peito eoutros).se amasturbação podeser saudavel porque vem tantaopressãomaligna?

  11. Olá anomino,

    O BADPorn agradece seu carinho e deseja que você continue por aqui.

    Quanto a sua afirmação sobre a masturbação, talvez precise de mais observação, afinal, muita gente se masturba e vive absolutamente bem, inclusive em harmonia com seus preceitos espirituais. Talvez outras coisas estejam te tirando a paz, como a sensação de culpa, remorso, desejos reprimidos, manias, alimentação, sono, problemas psicológicos, orgânicos…Enfim, há uma série de fatores que podem ter provocado essas sensações ruins. A masturbação até pode estar no meio, mas não deve ser o pivô desse conflito. Procure refletir profundamente sobre as questões de sua vida e provavelmente encontrará respostas mais esclarecedoras e benéficas.

    Por que não compartilha isso com nossos amigos do fórum? Experimente, fará muito bem! Acesse http://www.badporn.foro.bz e siga os procedimentos, é rápido e fácil!

    Muita paz!

  12. Gst muito desse blog continuem assim foi muito util pra mim muitas pessoas me diziam q isso era um grande pecado q pessoas q fazem isso seriam condenadas mais esse blog e fez enxergar a masturbação de outra forma vlw aew continuem assim gst muito

  13. sou pornólatra e estou em abstinência há 8 dias…agradeço ao idealizador deste blog, pois tem me ajudado muito…tive algumas recaídas desde que aprendi que era pornolatra, mas este blog tem sido muito util…obrigado

  14. Olá Anonimo!

    É muito gratificante saber que você está se sentindo melhor. Por que você não experimenta participar do fórum BADPorn? Lá tem boas discussões acerca da masturbação e a relação dela com a pornografia. Além disso, você pode compartilhar com os usuários as suas vivências.

    Acesse http://www.badporn.foro.bz cadastre-se e participe!

    Muita paz!

  15. Olá Rogério,

    BADPorn que agradece a sua participação! Perceber-se como um dependente é algo que as vezes nos deixa muito mal. Ao parar, as recaídas assustam e passam a sensação de que isso não tem jeito. Mas tem solução sim. O caminho não é simples e os passos não são fáceis. Disciplina, dedicação, autoconhecimento e reforma íntima são algumas das necessidades para essa jornada.

    Experimente participar do fórum BADPorn, porque lá tem muitas dicas de quem está se desligando da pornografia. Vale muito a pena e você pode se expressar para compartilhar suas ideias e receber opiniões, sugestões. É bem legal. Acesse http://www.badporn.foro.bz cadastre-se e participe!

    Muita paz!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s